Aquecedor de fluido térmico: Entenda para que serve esse equipamento

30 ago, 2021 | Aquecedor de fluido térmico, Informações | 0 Comentários

Amplamente utilizado em processos industriais que requerem alta temperatura, o aquecedor de fluido térmico é um equipamento que ganha cada vez mais notoriedade em muitas indústrias.

Basicamente, este equipamento é o coração de um sistema de aquecimento de fluido térmico cuja função é aquecer fluidos a altas temperaturas, que realizarão a troca de calor em ambientes produtivos.

Saiba agora como funciona um aquecedor de fluido térmico, além das vantagens e características importantes que merecem atenção.

 

Aquecedores de Fluido térmico: O que são?

De forma geral, todo fluido térmico é caracterizado como um composto que possui aquecimento específico e propriedades de refrigeração que o tornam útil para variados processos industriais que envolvam a transferência de calor.

Dessa maneira, quando há o uso deste fluido, não ocorrerá a mudança de fase, ou seja, o elemento não irá ferver quando aquecido, diferentemente da água que mudará da fase quando atinge 100ºC.

Diante disso, algumas são características que todo bom fluido térmico deve apresentar:

  • Baixa temperatura de solidificação;
  • Boa estabilidade térmica;
  • Elevada condutividade térmica;
  • Ponto de fulgor mais elevado;
  • Serem quimicamente inertes;
  • Apresentam viscosidade mais baixa.

Dessa forma, um bom aquecedor de fluido térmico terá como função central realizar o aquecimento de diferentes fluidos, com a responsabilidade de fazer as trocas de calor em ambientes industriais com a máxima eficácia.

 

Modo de funcionamento de um aquecedor de fluido térmico

O aquecedor de fluido térmico é conhecido como o equipamento principal de um sistema de fluido térmico, indicando o componente responsável pela transferência de calor para o fluido.

Considerado o “coração” do sistema de aquecimento, o aquecedor de fluido térmico consiste basicamente em um grelhado, a câmara de combustão e as serpentinas. O modo de funcionamento é simples, ocorrendo em um circuito fechado: 

À medida que o fluido térmico vai sendo aquecido, ele é continuamente conduzido até as máquinas e equipamentos industriais que necessitam de calor nos processos. Assim que esse calor é utilizado, vai ocorrendo a troca de calor, ou seja, à medida que o equipamento vai sendo aquecido, o fluido, por consequência, vai perdendo calor.

Com essa troca de calor realizada, o fluido retorna até a serpentina, sendo novamente aquecido e reenviado para a máquina/equipamento dentro da indústria. Com isso, o fluido circula continuamente, representando um sistema em circuito fechado.

[Catálogo] Baixe nosso catálogo e conheça os equipamentos IMTAB | Baixar Catálogo | IMTAB

Componentes relacionados à um aquecedor de fluido térmico

Como citamos anteriormente, um aquecedor de fluido térmico é parte central de um sistema de fluido térmico, sendo o principal responsável pelo aquecimento do fluido para diversas necessidades.

Entretanto, há também outros componentes imprescindíveis para que todo o conjunto relacionado ao aquecimento do fluido funcione da forma correta. São eles:

 – Bombas centrífugas: Estas bombas têm a responsabilidade de fazer o bombeamento do fluido, mantendo-o em circulação constante dentro do sistema, possibilitando que a troca térmica seja realizada sem interrupções;

 – Rede de distribuição: Representada pelas tubulações de aço carbono, por onde o fluido passa, sem que tenha perda de temperatura;

 – Válvulas: responsáveis por dar direcionamento ao fluxo de fluido dentro do sistema de aquecimento. Elas têm a função de também realizar o controle do volume de fluido necessário para garantir a eficiência dos sistemas;

 – Selo térmico: É representado por um tanque menor, necessário para proteger o óleo (fluido), deixando o tanque de expansão com menos de 60°C;

 – Tanque de expansão: dentro do sistema de aquecimento, o tanque de expansão faz a absorção do óleo quando ele está com o volume mais dilatado.

 – Consumidor de calor: Representam os equipamentos que serão aquecidos no sistema, em geral maquinários e equipamentos industriais;

Além destes componentes, o aquecedor de fluido térmico deve garantir que a temperatura se mantenha estável dentro do sistema, sem grandes perdas de calor ou fuga de temperatura. Também não deve gerar desgaste excessivo do fluido, reduzindo sua qualidade.

 

Aquecedor de fluido térmico VULCANO: Qualidade e eficiência na troca térmica

Todo bom aquecedor de fluido térmico possui a capacidade para trabalhar em altas temperaturas e para funcionar também com temperaturas de até 350 a 400 °C, sem que prejudique o  desempenho.

Esse é o caso do aquecedor de fluido térmico Vulcano, da Imtab. Além de muitas qualidades inerentes a todo bom aquecedor, o Vulcano:

  • Tem uma grelha móvel que permite a queima de combustíveis com alto teor de umidade;
  • Apresenta volume adequado da fornalha, que proporciona baixa velocidade dos gases, diminuindo significativamente o arraste de material particulado para a atmosfera;
  • A construção verticalizada aumenta o tempo de permanência dos gases na área de combustão, ampliando significativamente a eficiência da queima;
  • Construído sobre um chassi metálico, evitando onerosas obras civis.

aquecedor de fluido térmico Vulcano | Imtab

Por fim, o grelhado é móvel e suspenso, exigindo, com isso, menor índice de manutenção.

Aproveite e conheça o aquecedor de fluido térmico da Imtab, que alia maior qualidade e eficiência aos sistemas produtivos.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

2 + 15 =

Entenda a aplicação da fornalha na torrefação do café

O Brasil é mundialmente conhecido como o maior produtor mundial de café. A produção cafeeira no ano de 2020 foi estimada em 63,08 milhões de sacas colhidas, segundo dados da CONAB. Além disso, temos cerca de 1,5 mil empresas atuam na torrefação do café brasileiro,...

Aquecedor de fluido térmico: Entenda para que serve esse equipamento

Amplamente utilizado em processos industriais que requerem alta temperatura, o aquecedor de fluido térmico é um equipamento que ganha cada vez mais notoriedade em muitas indústrias. Basicamente, este equipamento é o coração de um sistema de aquecimento de fluido...

Substituição de gás natural por biomassa: Entenda porque fazer

Muitas empresas já optaram por realizar a substituição da matriz energética, deixando o gás natural para o lado e começando a fazer uso da biomassa na sua geração energética.  Mas quais são essas razões? Por que a empresa deve optar pela biomassa em substituição ao...

Por que a secagem de areia com fornalha a biomassa é uma ótima opção?

A areia é um elemento fundamental na construção civil, usada do início ao fim da grande maioria das obras. A areia nada mais é do que a parte miúda, resultante da deterioração de rochas causada por processos naturais ou por meio de processos mecanizados. Porém, para...

Entenda como funciona um secador de erva-mate

A erva-mate é uma tradição milenar, sendo consumida por muitos povos indígenas, mesmo antes da chegada dos europeus às Américas. Mas, diferentemente dos nossos ancestrais, o setor ervateiro evoluiu muito diante da alta competitividade, principalmente com o...

Saiba tudo sobre o processo de secagem de tijolos na indústria cerâmica

Na indústria cerâmica, a secagem representa uma das etapas mais importantes para melhorar a qualidade final dos produtos. Essa medida, quando realizada de forma eficiente, assertiva e com equipamentos certos, pode se transformar em um importante diferencial...

Entenda sobre o processo de secagem de fertilizantes organominerais

Não é novidade que a agricultura representa uma das bases mais importantes da economia brasileira e isso já vem de décadas de muito trabalho e avanços, que culminam em aumento da produtividade agrícola, que tiveram nos fertilizantes organominerais um dos atores...

Sapeco da erva-mate: Conheça as formas mais eficientes

O consumo de erva-mate tem uma tradição milenar. Mas, os setores produtivos dentro do setor ervateiro se desenvolveram ao longo dos séculos, tanto que hoje o processo de pré-secagem, também conhecido como sapeco da erva mate, evoluiu muito. O sapeco da erva-mate deve...

Veja como otimizar a secagem de fertilizantes na sua indústria

O Brasil é conhecido como um dos grandes produtores de fertilizantes, mas mesmo assim, há a constante necessidade de elevar a produção para atender à crescente demanda da agricultura nacional. Neste contexto, o processo de secagem de fertilizantes apresenta grande...

Secagem de grãos: vantagens do cavaco como combustível

O processo de secagem de grãos, seguido do correto armazenamento, são fatores essenciais para melhorar a produção, pois ajudam a evitar perdas após a colheita. Essa é uma preocupação constante, pois, em boa parte dos casos, os grãos são colhidos com teor de umidade...

Acompanhe-nos nas redes sociais!