Confira 6 curiosidades sobre a biomassa que você deve conhecer

18 fev, 2022 | Biomassa | 0 Comentários

A busca pela sustentabilidade energética está guiando o desenvolvimento de estratégias em muitos países. Estas nações estão substituindo os combustíveis fósseis por fontes energéticas renováveis, caso da biomassa.

Cada vez mais utilizada em caldeiras, a biomassa é considerada uma fonte renovável e barata para promover a geração energética, sendo, por isso, considerada uma alternativa viável para substituir os derivados de combustíveis fósseis.

Entretanto, essa fonte energética ainda enfrenta impasses no Brasil, principalmente quanto à sua disponibilidade, qualidade e eficiência energética, gerando muitas dúvidas dentro do setor.

Você também tem essas dúvidas? Então confira 6 curiosidades sobre tudo que envolve a biomassa como combustível para caldeiras que talvez você ainda não conheça.

1. A biomassa possui 2 conceitos diferenciados

Por definição, a biomassa é conhecida como sendo uma substância orgânica derivada de resíduos de origem animal ou vegetal produzida pelo processo de acumulação de energia solar, sendo por isso renovável e quase ilimitada.

Porém, há dois conceitos que permitem designar o que é biomassa. O primeiro conceito indica os tipos de biomassa destinados à produção de energia, abrangendo os derivados recentes de organismos vivos, utilizados como combustíveis na geração energética.

Um segundo conceito relaciona-se à biomassa dentro do ambiente ecológico. Ele é representado pela quantidade total de matéria viva existente num ecossistema ou numa população animal, ou vegetal.

2. A qualidade da biomassa é conhecida pelo seu poder calorífico

Um aproveitamento mais racional e adequado da biomassa depende do conhecimento de suas propriedades energéticas. Neste caso, o poder calorífico configura-se como um excelente parâmetro para se avaliar a potencialidade energética dos combustíveis de biomassa.

Assim, a eficiência de um combustível pode ser medida pelo potencial de queima, calculando-se a quantidade de ar necessária para promover a queima desse biocombustível, em uma combustão completa.

Com isso, obtém-se o seu poder calorífico e analisa-se o quanto de energia é gerado em determinada quantidade de material. Isso permite prever a quantidade de biomassa que é necessária.

O interessante é que a relação entre o poder calorífico e o teor de umidade é inversamente proporcional, ou seja, quanto maior o teor de umidade, menor será o poder calorífico. Por isso, considerar o teor de umidade é essencial na escolha da biomassa utilizada.

3. A biomassa é uma fonte de energia durável, renovável e sustentável

Dentro do conceito de geração energética, a energia advinda da biomassa apresenta três características que estimulam a adoção.

Inicialmente, essa é uma fonte energética considerada durável, devido às estratégias de manejo, como por exemplo a possibilidade de reflorestamento ou replantio de florestas energéticas.

É também uma fonte renovável, já que toda a energia oferecida é decorrente de processos biológicos que aproveitaram a energia solar. Se ela não for utilizada pelos humanos, acaba retornando ao ambiente através da digestão e da putrefação das plantas.

Por fim, a biomassa é um combustível sustentável. Mesmo liberando dióxido de carbono na atmosfera durante a queima, este composto foi previamente absorvido pelas plantas que deram origem ao combustível, ou seja, o balanço de emissões de CO2 é nulo.

4. A biomassa oferece flexibilidade e segurança ao mercado

Muitas são as fontes de biomassa que podem ser utilizadas como combustível na geração energética, tais como resíduos florestais, agrícolas e até urbanos.

Exatamente por isso, do ponto de vista comercial, este é um combustível que proporciona maior flexibilidade e segurança ao mercado de geração energética, diferente dos combustíveis fósseis, principalmente do petróleo.

No Brasil, por exemplo, muitas são as condições favoráveis para a produção de energia a partir da biomassa, como a existência de grandes áreas agricultáveis, que podem ser utilizadas para a produção de biomassa, principalmente por receberem radiação solar intensa ao longo de praticamente todo o ano. 

5. Alguns são os processos responsáveis por gerar energia a partir da biomassa

A geração de energia a partir da biomassa funciona de forma semelhante à uma usina termoelétrica, ou seja, há a conversão de calor da queima da biomassa em energia que será aproveitada de várias maneiras. 

O mais interessante é que esse tipo de energia renovável se dá pela combustão por meio de alguns processos específicos, como pirólise, gaseificação, combustão ou co-combustão, assim entendidos:

  • Pirólise: Nessa técnica, a biomassa é exposta a altas temperaturas, mas sem a presença de oxigênio. Com isso é acelerada a decomposição da mesma.
  • Gaseificação: Aqui, a biomassa é também exposta a altas temperaturas sem a presença do oxigênio, originando como produto final um gás inflamável. A diferença básica entre essas duas primeiras opções é que a gaseificação exige menor temperatura e o resultado se apresenta na forma de gás.
  • Combustão: na combustão, a queima da biomassa ocorre em altas temperaturas, sempre com a presença de oxigênio. O vapor gerado na queima é utilizado em caldeiras ou para mover turbinas.
  • Co-combustão: Este processo propõe a substituição de parte do carvão mineral, comumente utilizado em termelétricas, por biomassa. O objetivo é diminuir a emissão de poluentes.

6. Florestas energéticas são excelentes opções sustentáveis

A geração de energia a partir da biomassa costuma apresentar baixo custo e causar menor impacto ambiental, principalmente por ser gerada a partir de grande variedade de materiais. 

No entanto, um grande problema dessa produção é que ela pode comprometer a conservação de florestas e originar áreas desmatadas para a produção deste combustível. Neste caso, as florestas energéticas são soluções bastante viáveis.

As florestas energéticas são plantadas exclusivamente para produção de biomassa (lenha e carvão vegetal, essencialmente) cuja finalidade é o uso industrial, evitando assim a pressão do desmatamento sobre as florestas naturais.

Neste cenário, é importante ressaltar que o Brasil detém excelente conhecimento técnico e científico na área de silvicultura que, somados à disponibilidade de terras e às condições de solo e clima, possibilitam uma produção de biomassa florestal crescente para os próximos anos, tornando nossa matriz energética ainda mais sustentável.

 

Quer saber mais? Então leia este artigo e veja porque promover a substituição de gás natural por biomassa é uma excelente opção.

[Catálogo] Baixe nosso catálogo e conheça os equipamentos IMTAB | Baixar Catálogo | IMTAB

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

9 + 11 =

Entenda a diferença entre fornalha de gás quente e fornalha pirolítica

Em muitos processos industriais, a secagem é uma das etapas relacionadas ao pré-processamento de maior importância, tendo a finalidade de retirar excesso de umidade de produtos. No caso da secagem artificial, regularmente a indústria pode usar uma fornalha de gás...

Aquecedor de fluido térmico: A importância da manutenção deste equipamento

Queimar combustíveis (gás, óleo BPF, óleo diesel e biomassa) e gerar calor que será transferido para diversos processos na indústria: essa é a grande função de um aquecedor de fluido térmico, que ganha cada dia mais importância em variados processos industriais. Mas,...

Confira 6 curiosidades sobre a biomassa que você deve conhecer

A busca pela sustentabilidade energética está guiando o desenvolvimento de estratégias em muitos países. Estas nações estão substituindo os combustíveis fósseis por fontes energéticas renováveis, caso da biomassa. Cada vez mais utilizada em caldeiras, a biomassa é...

Como reduzir custos operacionais utilizando energia renovável?

Nos últimos 2 anos a crise mundial tem sido a causa de entraves em muitos setores da economia brasileira, principalmente na área industrial, que sofreu com a elevação de custos de energia elétrica. Mas você sabia que a atual crise pode ser a alavanca para otimizar...

Saiba porque é importante realizar a inspeção em tijolos refratários

Você sabe o que é ou já trabalhou com tijolos refratários? Estes tipos de tijolos têm como principal característica a resistência e a retenção de altas temperaturas, sendo por isso utilizados em muitas fornalhas utilizadas dentro do ambiente industrial. Assim, os...

Saiba mais sobre o aquecedor de fluido térmico com aquecimento direto e indireto

Fluidos térmicos são compostos utilizados em inúmeras etapas e processos dentro da indústria. Eles podem ser fabricados de diversos tipos de materiais, dependendo da finalidade de uso. Mas, para que os fluidos atinjam a temperatura desejada, o aquecedor de fluido...

Principais vantagens do aquecedor de fluido térmico que você deve conhecer

O aquecedor é apenas uma parte de um circuito fechado de um sistema de fluido térmico. Neste sistema, um fluido específico (óleo) recebe energia térmica em um aquecedor e consequentemente tem sua temperatura elevada. Esse fluido é bombeado para os pontos de...

Entenda a aplicação da fornalha na torrefação do café

O Brasil é mundialmente conhecido como o maior produtor mundial de café. A produção cafeeira no ano de 2020 foi estimada em 63,08 milhões de sacas colhidas, segundo dados da CONAB. Além disso, temos cerca de 1,5 mil empresas atuam na torrefação do café brasileiro,...

Aquecedor de fluido térmico: Entenda para que serve esse equipamento

Amplamente utilizado em processos industriais que requerem alta temperatura, o aquecedor de fluido térmico é um equipamento que ganha cada vez mais notoriedade em muitas indústrias. Basicamente, este equipamento é o coração de um sistema de aquecimento de fluido...

Substituição de gás natural por biomassa: Entenda porque fazer

Muitas empresas já optaram por realizar a substituição da matriz energética, deixando o gás natural para o lado e começando a fazer uso da biomassa na sua geração energética.  Mas quais são essas razões? Por que a empresa deve optar pela biomassa em substituição ao...

Acompanhe-nos nas redes sociais!