Substituição de gás natural por biomassa: Entenda porque fazer

28 jun, 2021 | Biomassa | 0 Comentários

Muitas empresas já optaram por realizar a substituição da matriz energética, deixando o gás natural para o lado e começando a fazer uso da biomassa na sua geração energética. 

Mas quais são essas razões? Por que a empresa deve optar pela biomassa em substituição ao gás na geração energética? Veja tudo isso no nosso artigo de hoje.

 

Por que substituir o gás natural por biomassa?

Economizar na conta de energia não é uma tarefa nada fácil, principalmente no setor industrial. Como a geração energética faz parte da rotina destas empresas, o gás gerado a partir da queima de combustíveis fósseis foi amplamente utilizado por ser a primeira opção e aparentemente a mais prática por muito tempo. 

É inegável que os derivados do petróleo foram as fontes de energia mais importantes durante todo o século XX. A descoberta, em 1859, proporcionou inúmeros avanços tecnológicos às indústrias, sendo o responsável pelo desenvolvimento do setor em praticamente todo o mundo.

Mas, com a elevação dos custos dos derivados de combustíveis fósseis e o aumento da pressão internacional por uma geração mais limpa, é cada vez mais comum a busca por uma fonte energética mais sustentável. 

Diante disso, por meio do avanço tecnológico, a substituição do gás derivado do petróleo pela biomassa na geração energética se configura como uma excelente possibilidade. Além de economizar dinheiro, o setor industrial terá uma grande participação para contribuir com a sustentabilidade do meio ambiente!

A biomassa é utilizada diretamente como combustível de caldeiras e geradores de vapor ou através da produção de energia a partir de processos de pirólise, gaseificação, combustão ou co-combustão de material orgânico que se encontra presente num ecossistema.

 

Energia a biomassa: Grande responsável pela sustentabilidade da matriz energética 

A biomassa é representada como sendo toda a matéria vegetal e orgânica existente no planeta que pode ser utilizada na produção de energia. 

A lenha, bagaço de cana-de-açúcar, cavaco de madeira, resíduos agrícolas, algas, restos de alimentos e até excremento animal que, após a sua decomposição, são o tipo de biomassa que, ao produzir gases podem ser usados para gerar energia.

A biomassa pode ser queimada de forma direta para aproveitamento do calor. Ou ainda, pode ser utilizada para aquecer a água e produzir vapor em alta pressão, o qual é usado para acionar turbinas e geradores elétricos. 

No Brasil, a biomassa mais utilizada para geração de eletricidade atualmente é oriunda da cana-de-açúcar, plantada e processada principalmente nas regiões Sudeste e Centro-oeste do país.

Mais recentemente a produção de energia elétrica a partir de biomassa tem sido defendida com umas das melhores opções principalmente em decorrência das emissões globais de CO2 no meio ambiente, evitando assim a deterioração ambiental.

 

Vantagens da biomassa em substituição do gás natural

Quando comparada ao gás natural, a energia a biomassa apresenta baixo custo e baixo risco ambiental. Mas, há ainda muitas outras vantagens que estimulam o uso da Biomassa em substituição do gás natural. 

Dentre as vantagens mais significativas e que estimulam essa substituição vale citar:

  • Baixo custo para a aquisição, principalmente em decorrência da proximidade das empresas geradoras da energia à biomassa com as empresas que ofertam a matéria-prima; 
  • Frete mais barato (decorrente da menor distância para aquisição);
  • Não emissão de dióxido de enxofre, tão poluente ao meio ambiente;
  • As sobras de cinzas decorrentes da queima deste combustível são menos agressivas ao meio ambiente que as provenientes de combustível fósseis;
  • Agridem menos os equipamentos destinados a permitir a queima, tais como caldeiras, fornos e geradores de vapor;
  • Menor risco ambiental;
  • As emissões derivadas da queima da biomassa não contribuem para o efeito estufa;
  • É altamente fiável e a resposta às variações de procura é elevada;
  • Apresenta fácil armazenamento e transporte.

Biomassa | Imtab

Biogás: excelente alternativa ao gás natural

No contexto de substituição do gás natural por uma fonte energética mais limpa, o biogás (gás derivado da biomassa) surge também como uma das alternativas mais sustentáveis, apresentando tecnologia em estágio avançado de escalonamento industrial.

O biogás, especificamente pelo fato de poder ser gerado de forma contínua, pode ser uma excelente alternativa em substituição ao gás natural. Ele pode ser estocado a custos baixos, seja na forma de matéria-prima ou como gás comprimido. 

Além disso, devido à ótima estabilidade, o biogás pode atuar como mecanismo regulador da intermitência de outras fontes sustentáveis, como a energia eólica e solar.

O biogás também merece destaque por ter uma “pegada negativa de carbono”, pois não somente é de baixa emissão como também mitiga a poluição que seria causada, em caso de não aproveitamento, pelos próprios resíduos que constituem as fontes de matéria-prima. 

Assim, o metano que iria para a natureza, poluindo o solo e a atmosfera, se transforma em fonte de energia de biomassa. Finalmente, a produção do biogás, quando derivada da biomassa de atividades agropecuárias, é também fator de segurança energética por diminuir as dificuldades de atendimento da demanda por energia elétrica em áreas distantes do meio rural.

 

A substituição do gás natural pela biomassa é um caminho sem volta

Diante de tudo o que foi apresentado até aqui, o modelo de negócio que faz uso da biomassa em substituição ao gás natural viabiliza a geração de energia elétrica e vapor industrial em um ambiente de desenvolvimento que visa maior sustentabilidade. 

Portanto, a médio e longo prazo, a exaustão de fontes não-renováveis, como as derivadas de combustíveis fósseis, e as pressões pela manutenção do meio ambiente poderão acarretar um maior aproveitamento da energia de biomassa por ambientes industriais.

Além disso, é importante que os avanços tecnológicos na geração energética industrial continuem ocorrendo. Com isso, há a diminuição, cada vez maior, dos impactos negativos gerados pelos gases decorrentes da queima de combustíveis fósseis, que, quando substituídos pela biomassa, promovem aumento da eficiência energética.

 

Quer saber mais sobre o uso da biomassa na geração energética? Então confira o blog da Imtab. Boa leitura.

[Catálogo] Baixe nosso catálogo e conheça os equipamentos IMTAB | Baixar Catálogo | IMTAB

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

14 + 13 =

Entenda a aplicação da fornalha na torrefação do café

O Brasil é mundialmente conhecido como o maior produtor mundial de café. A produção cafeeira no ano de 2020 foi estimada em 63,08 milhões de sacas colhidas, segundo dados da CONAB. Além disso, temos cerca de 1,5 mil empresas atuam na torrefação do café brasileiro,...

Aquecedor de fluido térmico: Entenda para que serve esse equipamento

Amplamente utilizado em processos industriais que requerem alta temperatura, o aquecedor de fluido térmico é um equipamento que ganha cada vez mais notoriedade em muitas indústrias. Basicamente, este equipamento é o coração de um sistema de aquecimento de fluido...

Substituição de gás natural por biomassa: Entenda porque fazer

Muitas empresas já optaram por realizar a substituição da matriz energética, deixando o gás natural para o lado e começando a fazer uso da biomassa na sua geração energética.  Mas quais são essas razões? Por que a empresa deve optar pela biomassa em substituição ao...

Por que a secagem de areia com fornalha a biomassa é uma ótima opção?

A areia é um elemento fundamental na construção civil, usada do início ao fim da grande maioria das obras. A areia nada mais é do que a parte miúda, resultante da deterioração de rochas causada por processos naturais ou por meio de processos mecanizados. Porém, para...

Entenda como funciona um secador de erva-mate

A erva-mate é uma tradição milenar, sendo consumida por muitos povos indígenas, mesmo antes da chegada dos europeus às Américas. Mas, diferentemente dos nossos ancestrais, o setor ervateiro evoluiu muito diante da alta competitividade, principalmente com o...

Saiba tudo sobre o processo de secagem de tijolos na indústria cerâmica

Na indústria cerâmica, a secagem representa uma das etapas mais importantes para melhorar a qualidade final dos produtos. Essa medida, quando realizada de forma eficiente, assertiva e com equipamentos certos, pode se transformar em um importante diferencial...

Entenda sobre o processo de secagem de fertilizantes organominerais

Não é novidade que a agricultura representa uma das bases mais importantes da economia brasileira e isso já vem de décadas de muito trabalho e avanços, que culminam em aumento da produtividade agrícola, que tiveram nos fertilizantes organominerais um dos atores...

Sapeco da erva-mate: Conheça as formas mais eficientes

O consumo de erva-mate tem uma tradição milenar. Mas, os setores produtivos dentro do setor ervateiro se desenvolveram ao longo dos séculos, tanto que hoje o processo de pré-secagem, também conhecido como sapeco da erva mate, evoluiu muito. O sapeco da erva-mate deve...

Veja como otimizar a secagem de fertilizantes na sua indústria

O Brasil é conhecido como um dos grandes produtores de fertilizantes, mas mesmo assim, há a constante necessidade de elevar a produção para atender à crescente demanda da agricultura nacional. Neste contexto, o processo de secagem de fertilizantes apresenta grande...

Secagem de grãos: vantagens do cavaco como combustível

O processo de secagem de grãos, seguido do correto armazenamento, são fatores essenciais para melhorar a produção, pois ajudam a evitar perdas após a colheita. Essa é uma preocupação constante, pois, em boa parte dos casos, os grãos são colhidos com teor de umidade...

Acompanhe-nos nas redes sociais!