Como reduzir custos operacionais utilizando energia renovável?

27 jan, 2022 | Biomassa, Informações | 0 Comentários

Nos últimos 2 anos a crise mundial tem sido a causa de entraves em muitos setores da economia brasileira, principalmente na área industrial, que sofreu com a elevação de custos de energia elétrica. Mas você sabia que a atual crise pode ser a alavanca para otimizar custos e contribuir com o crescimento da energia renovável no país?

Em tempo de crise, a implantação de projetos de eficiência energética representa o caminho para um desenvolvimento mais sustentável, tendo na energia renovável um fator que reduz não só a conta de energia do setor industrial, mas também reduz os impactos para o planeta.

Por isso, convidamos você a conferir como a indústria vem conseguindo reduzir seus custos operacionais por meio da implantação de energia renovável.

 

Energia renovável e suas aplicações principais na indústria

“Energia limpa” ou “energia alternativa”. Estes são os sinônimos de energia renovável. Em comum, todas essas designações têm o mesmo objetivo e dizem respeito à obtenção de energia por meio de fontes renováveis e sustentáveis, ou seja, que gerem menos poluentes para o planeta do que as fontes tradicionalmente utilizadas.

A energia renovável surge como uma alternativa viável em um cenário de Brasil caracterizado por ter uma das tecnologias mais caras do mundo, estando atrás apenas da Alemanha, país que tem uma bacia hidrográfica menor que a nossa, menos sol e menos vento.

E a premissa básica para o investimento nesse tipo de oferta energética é bastante simples: produzir mais (ou pelo menos a mesma quantidade) com menos energia e gastos reduzidos, ou seja, trazendo ganhos operacionais significativos.

Assim, além de diminuir o impacto ambiental durante o consumo de energia, os investimentos em energia renovável podem trazer como resultado ganhos econômicos importantes, pois reduzem custos operacionais, reforçam o comprometimento das empresas com o desenvolvimento sustentável e atendem às metas governamentais.

 

Por que investir em energias renováveis no ambiente industrial?

Para uma empresa, a utilização da energia renovável permite a conquista de muitas vantagens, sendo elas mais técnicas/produtivas, até benefícios mais estratégicos/administrativos, com todos estimulando o investimento. 

Assim, os benefícios da energia renovável englobam:

 

Benefícios para o meio ambiente

A produção da energia proveniente de fontes renováveis tem como característica não impactar o meio ambiente, principalmente por não emitir gases extremamente danosos ao planeta e, consequentemente, à humanidade.

 

Estabilização dos custos com a produção de energia

As fontes renováveis são encontradas e, por vezes, cultivadas na natureza, com isso os custos geralmente são mais estáveis do que as energias não renováveis, caso dos derivados de petróleo que dependem do comércio internacional.

 

Valorização de marca

Cada vez mais os clientes se preocupam em consumir produtos ou serviços de marcas com preocupações sociais e ambientais. Investidores também olham para o tipo de produto e do tipo de produção oferecido pela empresa. 

Desta forma, o uso da energia que respeita o meio ambiente funciona como um ótimo ativo de valorização de marca a médio ou longo prazo, seja para o cliente, seja para o investidor.

 

Facilidade para conseguir recursos

No Brasil, os recursos renováveis se apresentam em grande quantidade, além de apresentarem fácil acesso. Um claro exemplo é a biomassa, utilizada principalmente para abastecer fornalhas de caldeiras, que apresenta grande disponibilidade em todo o país.

Por ser um combustível renovável gerado a partir de derivados de resíduos vegetais, a biomassa é uma fonte, a princípio, ilimitada, estimulando o uso por indústrias.

 

A energia renovável está ficando mais barata, ano após ano

Em todo o mundo, a parcela de energia renovável que atingiu custos mais baixos do que a opção de combustível fóssil mais competitiva dobrou em 2020, segundo mostrou um relatório da Agência Internacional de Energia Renovável (IRENA). 

De acordo com o relatório, 162 gigawatts (GW) ou 62% da geração total de energia renovável adicionada em 2019 teve custos mais baixos do que a nova opção de combustível fóssil mais barata.

Os custos de geração de energia renovável em 2020 mostram que o preço das tecnologias renováveis ​​continuaram a cair ano após ano. Com os custos em níveis baixos, o uso da energia renovável permite ​​reduzir cada vez mais os custos operacionais da geração energética industrial. 

As energias renováveis ​​de baixo custo oferecem aos países desenvolvidos e em desenvolvimento um forte caso de negócios para superar o carvão em busca de uma economia zero líquido.

 

Produza sua própria energia e otimize os seus custos operacionais

Assim como acontece com o mundo, no Brasil é cada vez mais comum existirem casas, condomínios e empresas que são capazes de produzir sua própria eletricidade. Nos últimos 5 anos, houve um significativo crescimento neste sentido.

E um grande benefício em investir em uma planta própria de geração é a redução de custos. Essa economia se dá pela utilização de uma energia gerada pela própria indústria, mas também pela possibilidade de vender (em créditos) a sua produção excedente. 

Além disso, o investimento inicial em uma planta geradora de energia renovável costuma ser bastante variável, mas em geral, se paga em um período entre 4 a 7 anos.

A busca pela eficiência é outro diferencial interessante, uma vez que a energia não percorre por grandes linhas de transmissão, o que eleva a estabilidade.

Por isso, a dica principal é: considere a possibilidade de contar com uma planta de geração de energia renovável na sua indústria. Assim, além de todos os ganhos internos na otimização de custos operacionais, o seu negócio estará contribuindo para um planeta mais sustentável! 

Continue acompanhando o blog da Imtab e saiba muito mais sobre os temas relacionados às energias renováveis.

[Catálogo] Baixe nosso catálogo e conheça os equipamentos IMTAB | Baixar Catálogo | IMTAB

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

15 + 13 =

Entenda a diferença entre fornalha de gás quente e fornalha pirolítica

Em muitos processos industriais, a secagem é uma das etapas relacionadas ao pré-processamento de maior importância, tendo a finalidade de retirar excesso de umidade de produtos. No caso da secagem artificial, regularmente a indústria pode usar uma fornalha de gás...

Aquecedor de fluido térmico: A importância da manutenção deste equipamento

Queimar combustíveis (gás, óleo BPF, óleo diesel e biomassa) e gerar calor que será transferido para diversos processos na indústria: essa é a grande função de um aquecedor de fluido térmico, que ganha cada dia mais importância em variados processos industriais. Mas,...

Confira 6 curiosidades sobre a biomassa que você deve conhecer

A busca pela sustentabilidade energética está guiando o desenvolvimento de estratégias em muitos países. Estas nações estão substituindo os combustíveis fósseis por fontes energéticas renováveis, caso da biomassa. Cada vez mais utilizada em caldeiras, a biomassa é...

Como reduzir custos operacionais utilizando energia renovável?

Nos últimos 2 anos a crise mundial tem sido a causa de entraves em muitos setores da economia brasileira, principalmente na área industrial, que sofreu com a elevação de custos de energia elétrica. Mas você sabia que a atual crise pode ser a alavanca para otimizar...

Saiba porque é importante realizar a inspeção em tijolos refratários

Você sabe o que é ou já trabalhou com tijolos refratários? Estes tipos de tijolos têm como principal característica a resistência e a retenção de altas temperaturas, sendo por isso utilizados em muitas fornalhas utilizadas dentro do ambiente industrial. Assim, os...

Saiba mais sobre o aquecedor de fluido térmico com aquecimento direto e indireto

Fluidos térmicos são compostos utilizados em inúmeras etapas e processos dentro da indústria. Eles podem ser fabricados de diversos tipos de materiais, dependendo da finalidade de uso. Mas, para que os fluidos atinjam a temperatura desejada, o aquecedor de fluido...

Principais vantagens do aquecedor de fluido térmico que você deve conhecer

O aquecedor é apenas uma parte de um circuito fechado de um sistema de fluido térmico. Neste sistema, um fluido específico (óleo) recebe energia térmica em um aquecedor e consequentemente tem sua temperatura elevada. Esse fluido é bombeado para os pontos de...

Entenda a aplicação da fornalha na torrefação do café

O Brasil é mundialmente conhecido como o maior produtor mundial de café. A produção cafeeira no ano de 2020 foi estimada em 63,08 milhões de sacas colhidas, segundo dados da CONAB. Além disso, temos cerca de 1,5 mil empresas atuam na torrefação do café brasileiro,...

Aquecedor de fluido térmico: Entenda para que serve esse equipamento

Amplamente utilizado em processos industriais que requerem alta temperatura, o aquecedor de fluido térmico é um equipamento que ganha cada vez mais notoriedade em muitas indústrias. Basicamente, este equipamento é o coração de um sistema de aquecimento de fluido...

Substituição de gás natural por biomassa: Entenda porque fazer

Muitas empresas já optaram por realizar a substituição da matriz energética, deixando o gás natural para o lado e começando a fazer uso da biomassa na sua geração energética.  Mas quais são essas razões? Por que a empresa deve optar pela biomassa em substituição ao...

Acompanhe-nos nas redes sociais!